Tatuador vira artesão e cria peças com sucata em Paraisópolis, MG


Amigo do artista leva as esculturas para diferentes partes do mundo.
Obras são elaboradas dentro de casa a partir do que ele encontra nas ruas.
Do G1 Sul de Minas
Comente agora
Desenhista desde criança e leitor de histórias em quadrinhos, o ex-tatuador Dimas Cândido Ferreira tem feito sucesso em Paraisópolis (MG) com as esculturas criadas a partir de sucatas. Com ferro-velho e latas, ele faz peças que chamam a atenção pela originalidade.
Após ter trabalhado como tatuador durante 25 anos, ele abandonou a profissão e por onde passa, procura matéria-prima para o trabalho. Parafuso, peças de computador, latas de tintas, tudo se torna o começo ou a finalização de uma peça. A gente vai juntando as peças. Aí você olha para o material, imagina e vai para a ação, comenta o artista.
A obra do artista se tornou conhecida após a confecção de um cavalo mangalarga, todo construído com ferraduras. É totalmente reciclado. A gente pega a ferradura que já foi utilizada pelo cavalo e aí faz a peça do animal explica.
Ex-tatuador cria peças com sucata e ferro-velho em Paraisópolis, MG (Foto: Erlei Peixoto/EPTV)
Quem incentivou a criação do cavalo foi um amigo, que tem várias peças na casa dele e, admirador do artista, tem levado o trabalho dele para diferentes locais do Brasil e do mundo. Tem peças dele na Europa, por todo o Brasil e ainda tem três encomendas pra sair, conta Paulo Maurílio Ferreira. Agora, Ferreira pretende apenas continuar fazendo sua arte.