Show Safra BR 163 amplia espaço para Agricultura Familiar


Ao todo, uma área de 3,2 mil metros quadrados será destinada para Agricultura Familiar dentro do evento.
Por Robson Alex, MT Agora
A agricultura em pequena escala também será destaque durante o Show Safra BR 163, que será realizado de 25 a 28 de março, em Lucas do Rio Verde (MT). Ao todo, uma área de 3,2 mil metros quadrados será destinada para Agricultura Familiar dentro do evento.
De acordo com o diretor de Pesquisa e Meio Ambiente da Fundação Rio Verde, Rodrigo Pasqualli, neste espaço serão apresentadas diversas culturas e métodos de cultivo.
Em todos os nossos eventos sempre destinamos espaço para a Agricultura Familiar, mas este ano ampliamos essa área justamente para atender a demanda do pequeno produtor, que terá acesso a informações sobre culturas diferentes, novas técnicas para utilizar em seus cultivos e poderá também sanar duvidas sobre as mais variadas atividades ligadas ao segmento, afirmou Pasqualli.
A programação também inclui palestras e oficinas direcionadas ao pequeno produtor, como o Fórum Regional da Agricultura Familiar, que será realizado no dia 28 de março.
O Fórum acontece durante toda a manhã com palestras sobre cooperativismo e administração de negócios, tendo em vista que a agricultura familiar deixou de ser uma atividade de fundo de quintal e atualmente é parte importante na cadeia do agronegócio. Além das palestras, teremos também oficinas e outras atividades voltadas para esse público, acrescentou o diretor da Fundação.
Lucas do Rio Verde conta com 130 agricultores familiares que abastecem o mercado local, de Sorriso, Nova Mutum e Sinop. Desde o ano passado, a secretaria municipal de Agricultura em parceria com a Embrapa e Empaer desenvolve trabalhos de pesquisa no espaço cedido pela Fundação Rio Verde. De acordo com a engenheira agrônoma da secretaria municipal de Agricultura, Aline Freitas, a área é utilizada para testes e experimentos de cultivares.
Como o forte de nossa região é a produção de hortaliças e legumes focamos também nosso trabalho em torno desses produtos. Já realizamos experimentos com sementes de beterraba e cenoura, cujos resultados também já foram apresentados aos produtores. Sempre tivemos espaço dentro dos eventos da Fundação, mas este será o primeiro ano em que iremos apresentar resultados oriundos de nossas pesquisas, observou Aline.
No espaço, os pequenos produtores poderão ser orientados com relação a qual melhor semente para a região e técnicas de plantio para o período de chuva.
Avaliar qual a melhor semente para as condições de solo e clima local também está entre nossas atividades de pesquisa. Ao invés do produtor fazer esse teste em sua propriedade, nós testamos e o orientamos com relação ao melhor produto. O agricultor familiar também terá acesso às pesquisas referentes a hortaliças brássicas, como o repolho e a couve-flor e a outros resultados obtidos até o momento e demais atividades que realizamos, destacou a engenheira agrônoma.
Durante o evento, o pequeno agricultor ainda receberá orientações sobre regularização de produtos de origem animal, embutidos e compotas e também sobre o Termo de Origem que a produção deve conter.
Fonte: MT Agora - Assessoria
http://www.mtagora.com.br/