Reunião entre município e artesãos define transferência; Vera Arruda deve ser descartado

Artesãos Guerreiros de Maceió serão obrigados a sair de Jaraguá
Representantes do município de Maceió e da associação dos artesãos da Feira do Artesanato, localizado na Praça Sinimbu, se reúnem na manhã desta terça-feira, dia 29, para discutir a transferência dos artesãos para o corredor Vera Arruda. Os artesãos deveriam ter começado a trabalhar no local no último dia 25, mas foram surpreendidos por um abaixo-assinado dos moradores do entorno do corredor e do trade turístico que se manifestaram contra a feira itinerante.
Representantes da Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) e Planejamento se reúnem com os 50 artesãos que seriam transferidos para o local para encontrar uma alternativa. O projeto da Prefeitura de Maceió previa uma feira móvel, que seria instalada de sexta e domingo e feriados e que contaria com barracas padronizadas e feirantes uniformizados.
Em entrevista à imprensa na manhã de hoje, Zuleide Targino, representante dos artesãos, disse que as alegações de síndicos e do trade não se justificam, uma vez que a presença do artesão iria valorizar a área. Queremos ajudar a trazer vida àquela localidade. Só posso entender a postura das pessoas como desconhecimento do nosso trabalho, defendeu Targino.
Segundo os moradores e o trade, o local foi criado para a realização de atividades de lazer no bairro e é frequentado por famílias diariamente. Eles temem que a ocupação, que hoje é provisória, passe a se tornar definitiva e possa descaracterizar ou destruir o local. Os moradores estão preocupados com dois aspectos: a falta de estrutura, a exemplo da ausência de banheiros públicos e o aumento do fluxo de veículo e ônibus de turismo, que pode aumentar o congestionamento na orla marítima.
A reunião não pode ser acompanhada pela imprensa.
Cláudia Galvão Alagoas24horas/Arquivo
http://www.alagoas24horas.com.br