Reeducandos utilizam material reciclável na produção de artesanato


O Arteclar é um projeto desenvolvido pela unidade prisional Juiz Antônio Lins de Barros - PJALLB, no Complexo do Curado. Esta iniciativa, que iniciou há cerca de um ano, visa capacitar o reeducando para trabalhar com material reciclável.
Diversos tipos de matéria prima são utilizados na confecção das peças de artesanato, como garrafas pets, linhas, miçangas, embalagens plásticas e papelão. Bolsas, brinquedos, materiais de escritório e de decoração são alguns dos produtos produzidos. Todo o material usado na fabricação é encontrado na própria unidade prisional.
De acordo com o gestor do PJALLB, Henrique Douglas, além da qualificação, este tipo de ação é importante porque ocupa a mente do reeducando, afastando-o da ociosidade, além de possibilitar renda para o artesão.
Eu aprendi uma profissão. Quando estiver em liberdade quero continuar trabalhando com reciclagem e artesanato, explicou José Carlos da Silva, um dos reeducandos beneficiados pelo Arteclar.
http://www.diariodepernambuco.com.br/