Prefeitura de Embu realiza mapeamento de artesãos vai até o dia 20


Elke Lopes Muniz
Você não paga nada para entrar no Mapeamento da Produção Artesanal de Embu das Artes, que vem sendo feito na cidade desde novembro de 2013, já cadastrou muitos artesãos e será concluído no dia 20 de fevereiro. Até lá, todos os artesãos que vivem na cidade, com 16 anos ou mais, que ainda não se cadastraram, poderão fazê-lo.
O mapeamento permitirá que o Governo da Cidade adote ações específicas para o setor, beneficiando e valorizando os artesãos. Além disso, com o mapeamento, será possível cadastrar os artesãos no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, por meio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), permitindo que tenham acesso a benefícios cultural, profissional, social e econômico. Também vai facilitar acesso a programas do Ministério de Turismo e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
Somente na Feira de Embu das Artes há cerca de 300 artesãos-artistas que moram na cidade. Estudo realizado até aqui indicam que a Região Leste (jardins Santa Tereza, Casa Branca e São Marcos) concentra a maioria dos artesãos locais. Enquanto em Embu das Artes usa-se o termo artesão-artista, há muitas definições para o artesão em outras cidades e instituições. De acordo com a sua forma de produção, ele é classificado como: artesão-artista, a exemplo de talhadores, gravadores, escultores e até pintor naif; artesão-artesão, que produz, geralmente utilitários, em série, usando às vezes ferramentas e recorrendo a mecanismos rudimentares, a exemplo da cerâmica; e artesão semi-industrial, que trabalha, por exemplo, com moldes, reproduzindo peças iguais, como joias e potes etc., de cerâmica ou outros materiais.
Locais
O cadastro do mapeamento pode ser feito nos centros de Referência de Assistência Social (Cras), de Referência da Juventude (CRJ) e de Convivência do Idoso (CCI), além de escolas municipais e Secretaria Municipal de Turismo. Para se cadastrar, a pessoa pode pegar o formulário nesses endereços, levar para casa e devolvê-lo preenchido, no mesmo endereço ou em outros indicados. Outra opção é preencher o formulário na hora, informando escolaridade, endereço, CPF, RG, tipo de artesanato que faz e como produz. Procure um dos locais a seguir:
Secretaria de Turismo
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114, sede da Prefeitura, telefone 4785-3481
Centro
Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, 114
Telefone: 4785-3598
Dom José
Rua Ouro Preto, 481 - Jardim Santo Eduardo
Telefone: 4149-6604
Santa Tereza
Rua Quebec, 10
Telefone: 4244-7696
São Marcos
Rua São Carlos, 128 - Jardim São Marcos
Telefone: 4203-2574
Vista Alegre
Rua Maceió, 10 - Jardim Vista Alegre
Telefone: 4704-4158
Jardim dos Pinheirinho
Rua Paineiras, 91-A, Jardim Pinheirinho
CCI
Rua Fernando Batista Medina, 120, de segunda a sexta, das 8 às 18h, telefone 4778-0286.
CRJ
Rua Rebolo Gonzáles, 185. Cercado Grande.
Telefone: (11) 4704-2935
O Mapeamento é um projeto realizado na cidade pelo Governo da Cidade de Embu das Artes, por meio das secretarias de Turismo, Assistência Social, Trabalho e Qualificação Profissional, Educação e Cultura.
www.otaboanense.com.br