Feira de Natal reúne 90 artesãos dos 16 municípios do Amapá


Exposição de artesanatos fica até 31 de dezembro, das 18h às 22h.
Produtores tiram renda extra para festividades de final de ano.
Gabriel Dias
Do G1 AP
Artesãos, moveleiros e empreendedores populares estão com espaço para expor produtos variados e diferenciados durante a 3ª edição da Feira de Natal que iniciou na sexta-feira (13) em frente à Casa do Artesão, Centro de Macapá. Para os 90 artesãos que participam do evento, a feira é uma oportunidade de garantir renda extra para o final de ano.
O artista plástico Abmael Silva Pantoja, de 24 anos, diz que a feira é uma vitrine para o trabalho dos artesões que sobrevivem de fazer arte. Ele se sustenta há 7 anos com o que recebe das pinturas que produz.
Acho muito importante para mim como artista participar desse espaço e divulgar meu trabalho para pessoas de todos os lugares e de todos os gostos. Essa é a oportunidade de ter minha arte reconhecida e poder fazer negócios, diz o artista.
A artesã Francisca Zita Almeida, de 76 anos, faz bonecas e móveis em miniatura. Ela conta emocionada sobre o trabalho que desenvolve há quase 30 anos. Para ela, a Feira de Natal é um incentivo para fazer aquilo que lhe dá prazer.
Eu sou aposentada, mas continuo fazendo minhas coisas, porque gosto. Meu marido as vezes briga comigo para eu largar, diz que é por isso que ando doente, mas é o que gosto de fazer, relata Zita.
Zita explica que ninguém a ensinou fazer artesanato, tudo é criação própria, que desenvolve a partir de seu próprio conhecimento com as peças.
Antes eu sabia fazer muito mais coisas, mas com a idade, trabalho menos, mas quando uma peça vem a minha cabeça eu começo criar e quando vejo, já tenho um conjunto completo, conta ela.
A feira funcionará até o dia 31 de dezembro das 18h às 22h com estrutura montada em frente a Casa do Artesão. A exposição conta com artesanatos dos 16 municípios do Amapá.
G1