Em São Bento, produtores de queijo se reúnem para discutir nova lei

Em São Bento, produtores de queijo se reúnem para discutir nova lei
Lei regulamenta o processo de produção do queijo artesanal no estado.
Produtores dizem que a lei é rígida e pedem auxilio do governo.
Do G1 Caruaru
Durante a manhã deste sábado (12) vários produtores da região se reuniram em São Bento do Una, no Agreste de Pernambuco. O encontro foi para discutir as necessidades dos pequenos produtores de queijo sobre a lei de número 14.933 que ainda não entrou em vigor.
A lei regulamenta o processo de produção do queijo artesanal no estado. Entre as determinações estão certificados de registro e algumas adequações estruturais. Uma das exigências é a construção de uma fábrica. Nossos produtos são artesanais e não industrializados. Por isso, minha produção é pequena. Daí, fica inviável construir uma queijaria, disse o produtor Francisco Branco.
Flávio Marcone tem uma produção de 800 quilos de queijo por semana. Recentemente, começou um processo de regularização, o que segundo ele, pode garantir mais qualidade aos produtos. Se eu trabalho com um leite de boa qualidade com certeza o produto final será bom. Acho que o certificado vai agregar mais valor aos queijos, comenta.
Para o produtor José Adilson de Almeida, as exigências seriam rígidas e não estariam ao alcance de todos fazer a adaptação. Eles pedem ajuda ao governo. Se abrissem mão de algumas exigências, nós conseguiríamos fazer outras. Seria bom também se o governo fizesse parceiras com os bancos para conseguirmos financiamento para novas fábricas. Ainda segundo Almeida, com o auxilio do governo em até dois os anos os produtores conseguiriam estar dentro das normas.
G1