Detentos produzem artesanato e colocam a venda no período natalino

Jota Guimarães, da TV Rio Branco
parte, com material reciclável.
As peças produzidas estão sendo expostas no salão do Tribunal de Justiça do Acre
As toalhas de crochê que a detenta Vanine Bismarque produz dentro da cela da unidade feminina de recuperação social Dr. Francisco de Oliveira Conde é o que sustenta os filhos dela fora do presídio.
E por cada três dias trabalhados no atelier do presídio ela e as outras detentas que participam do projeto Cidadania Feminina tem um dia reduzido no tempo da pena.
As peças produzidas pelos detentos da penitenciária estadual estão sendo expostas no salão do Tribunal de Justiça do Acre para venda ao público nesse período natalino.
São brinquedos, roupas, toalha, chapéus personalizados, enfeites, decorações, e até equipamento de pesca. Tudo produzido manualmente, boa parte, com material reciclável.
De acordo com a juíza da Vara de Execuções Penais, Luana Campo, o projeto de produção de artesanato implantado pelo Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) visa atender a necessidade de resocialização dos detentos.
O Direitor do Iapen, Dirceu Augusto, não tem dúvidas de que as atividades desenvolvidas pelos presos vão dá a eles uma nova oportunidade de vida profissional quando ganharem a liberdade
http://www.oriobranco.net