Crédito para agricultura familiar será 14,7% maior na safra 2014/2015

Crédito para agricultura familiar será 14,7% maior na safra 2014/2015
Os agricultores familiares terão disponíveis R$ 24,1 bilhões em crédito no ano-safra 2014/2015, um aumento de 14,7% em relação ao total disponibilizado na safra atual. O montante está previsto no Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 - Alimentos Para o Brasil -, anunciado hoje pelo governo federal.
Os produtores rurais da região do Semiárido nordestino terão uma linha de crédito especial no valor de R$ 4,6 bilhões para o ano-safra que tem início em 1º de julho. O Plano de Safra do Semiárido terá juros menores que os aplicados nas demais regiões do país, tal como pleiteou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) como forma de ajudar na recuperação da atividade agropecuária na região fortemente castigada pela seca nos dois últimos anos, incentivando a produção .
Durante a cerimônia para anúncio do plano, a presidente Dilma Rousseff assinou decreto que institui a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater). O órgão vai coordenar a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural que, no Plano Safra 2014/2015, terá R$ 1,1 bilhão para execução dos serviços.
Os recursos que financiarão esses serviços serão provenientes dos ministérios do Desenvolvimento Agrário (MDA); da Pesca e Aquicultura; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da Integração Nacional. O próximo passo para o funcionamento da agência é a eleição do quadro diretivo, que será escolhido e nomeado pela Presidência da República, segundo o MDA.
Além da oferta de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), a reformulação do seguro agrícola é uma das novidades do Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015. A partir de janeiro de 2015, o seguro vai segurar até 80% da receita. O limite deverá passar de R$ 7 mil para R$ 20 mil, informou o MDA.
Destaque também para as políticas para inserção de assentados no sistema de produção, a criação de nova linha de crédito que contempla atividades regionais e a garantia de apoio a sistemas agroecológicos. A agricultura agroflorestal no Centro-Oeste, Norte e Nordeste contará com crédito individual de R$ 3,3 mil para os agricultores que aceitarem a orientação técnica do governo para produzir.
Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1411/1419
www.canaldoprodutor.com.br
http://www.cenariomt.com.br/