Casa do Artesão deve receber o triplo de visitantes nas férias em Cuiabá

Expectativa é receber 900 pessoas diariamente no espaço, no Porto.
Casa do Artesão expõe e comercializa peças que simbolizam a cultura regional.
Do G1 MT
Cerâmicas e outros artesanatos são expostos e vendidos no local
No período de férias, o Sesc Casa do Artesão, localizado na região do Porto em Cuiabá, deve aumentar em quase quatro vezes o número de visitantes. A expectativa é receber 900 pessoas diariamente. Normalmente, essa média é 200 por dia, de acordo com a assessoria do espaço cultural.
O objetivo da casa é mostrar o saber fazer, que é passado pelas gerações. Mostramos, por exemplo, o processo de fazer instrumentos musicais, como o cocho e o ganzá, além das etapas da confecção das redes mato-grossenses, contou a historiadora do local, Marciane de Souza.
A Casa do Artesão é um espaço onde há exposição e comercialização de artesanato que simbolizam a cultura do estado. A entrada é gratuita e os visitantes podem conhecer peças em cerâmica, plumária indígena, utensílios e ferramentas do artesão, no Museu do Artesanato do Mato Grosso. O local funciona das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados, das 8h30 às 13h.
Localizado na Rua 13 de Junho, 315, no Bairro Porto, o edifício é patrimônio tombado pela Secretaria de Cultura desde 1984. Foi construído em 1915 para abrigar o Grupo Escolar do 2º Distrito de Cuiabá, que funcionou até 1975. Desde então, passou a ser a Casa do Artesão, mostrando a história das comunidades produtoras de saberes artesanais da cultura do estado.
Formado por 171 peças, o museu do local expõe peças feitas desde a década de 80, bem como as atuais. Conforme a assessoria, a grande parte do artesanato é feito em cerâmicas, que retratam as danças, festas, trabalho e religião das culturas afrodescendente e indígena.
No mês de janeiro e fevereiro o centro oferecerá oficinas educativas. Uma delas é a Brinquedos e Brincadeiras na Casa, aberta ao público em geral, e deverá ser realizada no dia 25 deste mês, das 9h às 10h30 e nos dias 28 e 29 das 13h30 às 16h. Os visitantes poderão criar e brincar com petecas, balangandãs e piabas feitos com materiais recicláveis. A inscrição é gratuita e feita no local. As crianças perderam o contato com brinquedos artesanais. Aqui poderão fazer os próprios objetos e depois se divertir, gastando energia de verdade, pontuou a historiadora.
A outra oficina será de Pintura em Tela, com a artesã que expõe peças no local, Rita Resende. O público alvo são crianças entre 8 e 12 anos. A inscrição é gratuita, mas deve ser agendada previamente. As atividades serão realizadas no dia 30 de janeiro e no dia 06 de fevereiro de 2014, das 13h30 às 15h30.