Belezas e delícias de Maceió no Carnaval são convidativas


Muitos hotéis em Maceió estão com todos os apartamentos ocupados por turistas que buscam sol e mar para curtir o carnaval. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/ AL) a média de ocupação está acima de 84%, são brasileiros e estrangeiros. Para a secretária Municipal d Promoção de Turismo (Semptur), Cláudia Pessôa, as festas carnavalesca aquecem a economia da cidade. Além de lotar os hotéis, os nossos visitantes fazem passeios, vão aos restaurantes, compram artesanato, utilizam serviços de taxi, e até outros setores da economia são beneficiados. As panificações são um bom exemplo. Os hotéis encomendam uma quantidade grande de pão e outros produtos para atender a demanda dos hóspedes, explicou a secretária.
Cláudia Pessôa informou também que neste período as festas de momo organizadas pela Prefeitura de Maceió pormeio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) são mais uma opção para quem visita a cidade.
Maceió é muito além de sol e mar, e nos Centros de Atendimento aos Turistas (CATs), que estão funcionando no Carnaval, o visitante tem acesso à programação carnavalesca, também distribuímos folhetos com roteiro gastronômico da Abrasel. Outra opção é visitar o núcleo do Pontal da Barra, e principalmente navegar até as Piscinas Naturais da Pajuçara, pois a maré durante os quatro dias de Carnaval estará baixa, destacou Cláudia Pessôa.
Veja as dicas
Piscinas naturais - Todos os dias da Festa de momo tem maré baixa, ideal para conhecer as Piscinas Naturais da Pajuçara. Nesta segunda-feira (3), às 11h, a maré fica 0.1 e na terça-feira (4), às 11h51, a maré estará em 0.2.
O passeio das piscinas naturais da Pajuçara existe há mais de 50 anos, a alagoana, Yêda Rocha, com 82 anos (famosa pelo livro Delicias da Culinária Alagoana), lembra que na sua adolescência era uma tradição das famílias levar os visitantes até esse paraíso. Famosos também já conheceram as piscinas como as chacretes do saudoso programa Cassino do Chacrinha, a atriz Paloma Bernardi também fez o passeio de jangada, entre outros, além de inúmeras reportagens do Brasil e do mundo.
O ponto de partida é no mar de Pajuçara (Balança do Peixe), onde as jangadas ficam aguardando os visitantes para um passeio às piscinas naturais a 2km da costa. Na maré baixa, várias piscinas são formadas pelos recifes de corais, de águas mornas, tranquilas e incrivelmente cristalinas, onde se concentram várias espécies de peixes coloridos.
Maceió também conta com três jangadas acessíveis para pessoas portadoras de deficiência.
Pontal da Barra, bairro localizado no Litoral Sul de Maceió, é o destino para desvendar os segredos do mais típico artesanato alagoano: o filé, um bordado milenar, tradição passada de mãe para filha. Agora, além das mulheres, os homens também dominam o ofício. Além da arte das renderias, o Pontal da Barra tem o mais belo pôr do sol na Lagoa Mundaú e vários restaurantes de gastronomia regional. Para comprar artesanato, ainda tem as opções da Feirinha da Pajuçara, Pavilhão do Artesanato e Guerreiros de Alagoas.
Praia para todos os gostos
Pegar onda, as praias mais agitadas, como de Cruz Almas, Jatiúca e Jacarecica. Para quem gosta de praias serenas, as opções são as praias de Pajuçara, Ponta Verde, Garça Torta, Mirante da Sereia, Pratagy e Ipioca.
No caminho do Litoral Norte, saborear os bolos e doces da Praia de Riacho Doce. Tapioca, beiju, grude, brasileira, cocadas, bolo de macaxeira e massa puba, todos fabricados em antigos fornos de barro e lenha.
Sabores
A culinária alagoana é uma mistura das tradições dos índios, dos portugueses (colonizadores) e dos africanos que chegaram ao Brasil como escravos. Os índios, os primeiros habitantes do paraíso alagoano, deixaram a tradição da tapioca (massa de farinha de mandioca, também conhecida com aipim ou macaxeira) muito apreciada no café da manhã e nos fins de tarde em toda a orla de Maceió.
A cidade tem sabores do Nordeste, do Brasil (mineiro, baiano, carioca, capixaba). Do mundo tem os sabores da Itália, do Japão, da China, do Peru, da França... Enfim, tudo para agradar a qualquer paladar. Para saber mais consulte o site da Associação Brasileira de Restaurantes e Bares (Abrasel).
Mais informações sobre Maceió, no Centro de Atendimento ao Turista (CAT).
No Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares (3036-5213) e no Terminal Rodoviário(2123.1700), o visitante encontra mapa turístico de Maceió, guias de Museus, guia de bares e restaurantes, panfletos com opções de passeios, a programação de carnaval e outras informações.
Ascom Semptur
Assessoria
http://primeiraedicao.com.br/