Artesãos de Monte Alegre, PA, aprimoram arte de cestas em cipó

Artesãos de Monte Alegre, PA, aprimoram arte de cestas em cipó
Curso objetiva estimular criatividade e ampliar renda familiar.
Iniciativa é da Associação dos Deficientes Visuais do município.
Com informações da TV Tapajós
Artesãos do município de Monte Alegre, oeste do Pará, estão ganhando um incentivo para ampliar a renda familiar e estimular a criatividade por meio do curso de cestaria em cipó, promovido pela Associação dos Deficientes Visuais (Adevima), em parceria com a Secretaria de Trabalho Emprego e Renda (Seter) do Município.
De acordo com o presidente da associação, Emanuel Teixeira, a procura pelo curso foi grande. O objetivo do curso é capacitar as pessoas que se mostram interessadas com o artesanato no nosso município, inclusive a procura foi muito grande, mas infelizmente foram poucas vagas, revela.
Esse tipo de artesanato que utiliza fibras naturais tem se evidenciado na busca pelo que é natural. O cipó tem sido usado na criação de uma variedade de peças. Nas aulas teóricas e práticas, os artistas serram, furam e preparam a matéria-prima para então trabalharem no trançado das peças.
Cipó é transformado em diversos objetos
Segundo a instrutora do curso, Maria Avelina, a proposta principal é que os participantes não deixem de lado o aprendizado e aprimorem as técnicas de forma cooperativista. Se não tiver força de vontade não vai aprender. Mas já estou vendo algumas peças que estão sendo produzidas aqui.
Com o toque especial das fibras naturais entrelaçadas, o cipó é transformado em cestas, abajures e vasos. A técnica em enfermagem, Neli Pimentel, exibe com orgulho uma das peças que aprendeu fazer. Eu sempre gostei de artesanato. É a primeira vez que estou participando em um curso de aprender a tecer o cipó, acho um dos artesanatos mais bonitos que têm; já estou na segunda peça, relata.
O único homem presente na turma é o artesão seu Rui Valente. Ele já trabalha com artesanato, mas veio conhecer a técnica de cestaria em cipó. Eu já trabalho com artesanato, foi uma complementação ao meu trabalho, pois já trabalho há muito tempo com isso, explicou.
No encerramento do curso, os alunos farão uma exposição de suas produções.
*Colaborou Josiane Freitas, da TV Tapajós em Monte Alegre.