Artesão morador de rua quer oportunidade


Luiz Pantaneiro fazendo uma de suas obras
A Associação dos Leigos Acolhedores de Cristo - Casa de Passagem (Alac) de São Gabriel do Oeste, acolheu o artesão Luiz Carlos Mendes, o Luiz Pantaneiro, de 63 anos, que há quatro anos está como morador de rua e já passou por diversas cidades do Estado e do Brasil neste período.
Luiz é natural de Corumbá, e chegou em São Gabriel na última quarta-feira (08), quando procurou a Alac pedindo apoio e passou por uma entrevista com a assistente social Altamira Pereira da Silva e pela coordenadora da casa Soraia Aparecida Chrun Silva. Durante a entrevista, Luiz mostrou fotos de alguns de seus trabalhos e pediu uma oportunidade.
Todos os beneficiários que solicitam a acolhida na Alac são entrevistados pela assistente social, e quando solicitam alguma oportunidade, a equipe da Alac procura oferecer da melhor forma possível, oportunidade para que os mesmos se fortaleçam e sejam reintegrados no mercado de trabalho, disse Altamira. A Coordenadora Soraia destacou também que a Alac procura captar o que os acolhidos querem de mudança em suas vidas para buscar ajudá-los.
Aprendizado
Luiz Pantaneiro faz trabalhos em argila e ele relatou que aprendeu com a mãe, desde criança, quando ajudava a fazer panelas no barranco de um rio.
Luiz não chegou a fazer nenhum curso sobre artesanato, mas aprimorava suas peças vendo as artes em vitrines e procurava fazer igual, aprendendo na prática.
Sua inspiração é a flora e fauna pantaneira e diz que procura conscientizar as pessoas quanto a preservação da vida animal. Ceifados pelo homem, diz Luiz.
O artesão destacou que quando chegou na Alac, pediu uma força para sair da lama. Essa casa está me dando essa força. Isso se chama vida, amor ao próximo e solidariedade, agradece Luiz.
Pessoas interessadas no trabalho de Luiz Pantaneiro podem entrar em contato com a Alac através do telefone 67.3295.4747.
http://www.correiodoestado.com.br