Artesão faz luminárias com material da floresta no AC e vende para o país


Matéria-prima mais utilizada é o ouriço da castanha do Brasil.
Com mais de 20 anos de experiência, o artesão trabalha no quintal de casa.
Do G1 AC
Artesão vende peças que produa para fora do estado
No quintal da própria casa, rodeado pela floresta, no bairro Calafate, em Rio Branco, trabalha o artesão Carlos Chalub. Tudo o que vem da natureza é reaproveitado por ele para a confecção de luminárias de várias formas, tamanhos e cores que já viajaram o Brasil e decoram casas em vários lugares do país.
A matéria-prima mais utilizada pelo artesão é o ouriço de Castanha do Brasil. Eu vou nas matas, adquiro com amigos também, ou compro sacos de ouriços fechados. Para mim, é melhor fechado, porque eu corto da maneira que eu quero, explica.
Com gratidão, ele diz que a fauna e a flora amazônica são suas melhores amigas e que sem elas não seria possível realizar o seu trabalho. Por exemplo, a cutia, minha amiga, ela come, no que ela rói e tira a castanha eu utilizo o que ela vai jogar para a Amazônia.
Peças têm várias formas e estilos
Com a ajuda de uma esponja de aço ele limpa o ouriço, depois, usa um pincel esferográfrico para fazer o desenho que vai dar forma a luminária. Em seguida, com a ajuda de uma furadeira e uma cerra elétrica faz o contorno e o furo para a colocação da lâmpada. A base do objeto é posta com o pó do ouriço e cola branca.
Carlos também fabrica a luminária com bambu. A criatividade toma conta quando ele está em seu espaço de trabalho. O barulho da chuva tanto é bom para dormir quanto é bom para inspirar mais peças para gente fazer. É um sentimento de alegria de raça, diz.
Com mais de 20 anos de experiência, Chalub dá um recado aos que possuem o mesmo talento. Não desista. Se você é um artesão, vá em frente, que a cada dia vão aparecendo mais pontos para você fazer, finaliza.
Colaborou Bruno Cássio, da TV Acre.