Artesão do ES se destaca com produção de berrantes

Instrumentos são feitos com os chifres dos bois.
Geraldo Agrizzi afirma já ter vendido berrantes até para outros países.
Do G1 ES, com informações da TV Gazeta Sul
Há mais de 15 anos, o artesão Geraldo Agrizzi dedica o seu tempo à fabricação de berrantes em Venda Nova do Imigrante, na região Serrana do Espírito Santo. Os chifres dos bois, que ganham formas de instrumentos musicais pelas mãos do capixaba, são conhecidos por artistas como Sérgio Reis, Gino e Geno, Victor e Léo e Almir Sater. De acordo com Agrizzi, a qualidade dos berrantes é conhecida internacionalmente. Ele já vendeu para os Estados Unidos, Canadá e Portugal.
A cidade de Venda Nova do Imigrante é conhecida pela tradicional Festa da Polenta, mas para Agrizzi pode ser considerada também a cidade dos berrantes, instrumento usado para conduzir os animais.
O artesão explica que o instrumento, que tem mais de 400 anos, mexe com as emoções. Mexe com o sentimento da pessoa, porque lembra do pai, do avô, lembra dos carros de boi e da boiada, comentou Agrizzi.
Para fabricar berrantes o processo é trabalhoso, exige olhos treinados e mãos habilidosas. Com todo esse cuidado, o material do artesão é reconhecido por músicos de todo o Brasil. Eu recebi vários e-mails e telefonemas do interior de São Paulo dizendo que o Sérgio Reis estava falando dos meus berrantes e do meu nome. Isso me engrandece muito. Liguei e agradeci. Ai ele disse: vocês merecem por que produzem o melhor berrante do Brasil, contou o artesão.
Os chifres que não são usados para fazer o instrumento, viram copos e jarras. E assim, com habilidade e paixão, os berrantes seguem conquistando o país. É por isso que eu gosto do que eu faço, é bom e prazeroso, explicou o artesão Geraldo Agrizzi.
G1