Artesanato piauiense se fortalece em 2013

O Sebrae no Piauí realizou ao longo de 2013 uma série de ações voltadas para o fortalecimento do artesanato no estado. A mostra Casa Piauí Design, que aconteceu em outubro, no Teresina Shopping, reuniu 27 grupos produtivos, que apresentaram 135 novos produtos para consumidores e profissionais de decoração. As peças, diferenciadas e com alto valor agregado, também tinham identidade regional.
De acordo com a gestora do Projeto de Artesanato do Sebrae no Piauí, Rosa de Viterbo, o evento deu ainda mais visibilidade ao trabalho dos artesãos. O artesanato piauiense foi destaque também nas cidades que sediaram a Copa das Confederações. O showroom Brasil Original aconteceu em Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador. Do Piauí, foram expostas e comercializadas peças em cerâmica, tecelagem, bordados, entre outras tipologias. Cerca de cem produtos foram enviados para cada cidade-sede.
O projeto Brasil Original tem como proposta aproveitar os grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo da FIFA de 2014, para divulgar a beleza e a diversidade do artesanato brasileiro. As peças artesanais piauienses também fizeram sucesso em outros eventos, como a Feira Nacional de Artesanato realizada em Belo Horizonte, mais conhecida como Mãos de Minas. Dez entidades do estado participaram do evento.
O artesanato do Piauí foi ainda destaque em Nova York, nos Estados Unidos. As peças da Cooperativa de Artesanato do Poti Velho, Cooperart Poti, fizeram parte da exposição Mulher Artesã Brasileira, que aconteceu na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), naquele país. Por meio de feiras e outros eventos, o Sebrae viabiliza a venda das peças de artesanato para compradores nacionais e internacionais, contribuindo ainda para a capacitação e troca de experiência dos artesãos, afirma Rosa.
Para fomentar a competitividade e sustentabilidade do artesanato piauiense, o Sebrae realiza diversos treinamentos com foco em design e produção das peças. A instituição viabilizou consultorias para melhoria da produção no Polo Cerâmico do Poti Velho. A ideia foi consolidar as peças esmaltadas no portifólio de produção. No ano passado, por meio das consultorias do ceramista Shoichi Yamada, foi construído um forno a gás. O objetivo era melhorar a queima das peças e reduzir o desperdício, contribuindo para uma produção mais limpa.
O Sebrae promove também eventos em diversas cidades piauienses, evidenciando a qualidade do artesanato para consumidores e clientes locais, fortalecendo o segmento dentro do estado.
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Piauí em 19/12/2013