Artesanato pernambucano ganha destaque internacional

Trabalhos artesanais de pernambucanas estão expostos fora do país até o dia 20 de setembro. Foto: Centro de Artesanato de Pernambuco/Divulgação.

O artesanato produzido por 15 mulheres de 12 estados brasileiros terá lugar de destaque na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. A mostra Mulher Artesã Brasileira (Brazilian Craftswoman) conhecido pela sua riqueza e diversidade cultural será representada pela artesã Ivonete de Moura, presidente da Associação Tapeçaria Timbi.  
Fundada em 1983 por mulheres artesãs da região do município de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, o grupo se dedica a produzir tapetes, painéis, almofadas, passadeiras, pesos de porta, entre outras peças, que podem ser encontradas no Centro de Artesanato de Pernambuco, no Marco Zero. 
Realizada no mesmo período da mundialmenteconhecida Assembleia Geral da ONU, a exposição tem como objetivo promover a imagem e inserção do artesanato brasileiro no exterior, assim como o intercâmbio de experiências e resultados. A expectativa de visitação é de 10 mil visitantes no evento que ainda reunirá exibição de fotografias, documentário com depoimento das artesãs, conferência e uma publicação de um livro bilíngue. 
A iniciativa mostra mulheres que, além dos trabalhos artesanais, também motivam a transformação da realidade social das regiões onde vivem, como em associações ou cooperativas. A seleção foi feita por uma comissão de composta por profissionais da Associação Brasileira de Exposição de Artesanato (Abexa), do Programa do Artesanato Brasileiro do Ministério do Desenvolvimento (PAB), Indústria e Comércio Exterior (MDIC), e do SEBRAE . 
Serviço: 
Centro de Artesanato de Pernambuco (Avenida Alfredo Liboa, s/n, Armazém 11, Bairro do Recife) Horário de funcionamento: Segunda-feira, das 14h às 20h; Terça-feira a domingo, das 10h às 20h Informações: (81) 3181.3451
Fonte: Diário de Pernambuco