Artesanato de Mato Grosso movimenta economia regional


Fonte: Elayne Mendes, especial para o GD
De acordo com a Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) quase 16 mil pessoas em Mato Grosso fazem parte do grupo de artesãos e trabalhadores manuais. Destes 4.779 artesãos e 287 trabalhadores manuais estão inseridos no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab), que reúne dados dos trabalhadores do segmento em todo o país.
Um levantamento feito pela equipe do Programa de Artesanato Mato-grossense (PAB/MT) mostra que o setor cresceu e se consolidou nos últimos anos. Prova disso é a comercialização de mais de 169 mil produtos feitos pelos trabalhadores manuais e artesãos, no período entre 2005 e 2012.
Além dos artesãos mato-grossenses venderem seus produtos para todo o Brasil, países como Itália, Alemanha, Espanha, Canadá e Argentina já importam peças produzidas no Estado.
Segundo a coordenadora do Programa de Artesanato de Mato Grosso, Elvira Leite, o serviço artesanal tem colaborado em muito para a economia do país. Atualmente no Estado, várias famílias tiram seu sustento do artesanato local, o que contribui não só para a renda destas, como para economia do Brasil.
Quanto a formalização do desenvolvimento da carreira, Elvira explica que ainda existem deficiências. Hoje temos apenas 5 mil trabalhadores cadastrados no Sicab, o restante trabalha de maneira informal.
O artesanato pantaneiro já conquistou o mundo. No ano passado 15 artesãs expuseram em uma feira na sede da Organização Unidas (Onu), em Nova Iork, destas 2 eram de Mato Grosso.
http://www.topnews.com.br/