Apucarana conhece centro de comercialização da economia solidária


Um grupo de 35 mulheres de Apucarana se deslocou nesta sexta-feira (11/07) a Londrina, com o objetivo de conhecer o Centro Público de Comercialização da Economia Solidária.
O espaço é destinado à venda de produtos artesanais confeccionados por integrantes do programa. Com a visita, a Secretaria Municipal da Mulher e Assuntos da Família encerra a segunda etapa do economia solidária e a meta agora é viabilizar um espaço semelhante em Apucarana.
De acordo com a secretária municipal da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin Machado, a visita tem o objetivo de reunir subsídios para a incubação do projeto. Estamos dando os passos neste sentido. Em março, iniciamos com a sensibilização, depois vieram as capacitações e agora o contato com experiências positivas para aumentar ainda mais o conhecimento, assinala Denise.
Atualmente, 60 mulheres integram a iniciativa em Apucarana e uma nova visita será agendada com o restante das participantes. Temos um grupo na zona rural que ainda não cumpriu uma das etapas.
Por isso, agendaremos uma segunda caravana, explica Terezinha Elizabete Berton Pereira, coordenadora municipal do Programa de Economia Solidária.
Elizabete afirma que o programa está em franca expansão em Apucarana e aberto para a participação de mais mulheres. Já temos alguns empreendimentos solidários em fase de consolidação, como de orquídeas, pães, roscas e bolachas, artesanato, produtos de higiene e limpeza, bombons, bonecas, confecção, tricô e crochê, entre outras, cita.
Segundo ela, várias ações já foram desenvolvidas, como uma feira-estágio, e outras estão sendo programadas para o segundo semestre. Além de um espaço público para a comercialização, outra meta é viabilizar uma cooperativa de moda, com a confecção de produtos a partir de sobras de tecidos, planeja, salientando que para isso conta com a parceria de professores e acadêmicos do curso de design de moda da Universidade Tecnológica Federal (UTFPR).
Fonte: TNOnline