Governo do Amazonas realiza Feira de Economia Solidária no Centro de Convivência da Família

Governo do Amazonas realiza Feira de Economia Solidária no Centro de Convivência da Família
A feira contará com atrações culturais e 30 expositores que estarão comercializando produtos artesanais confeccionados com madeira, sementes, materiais recicláveis
De 25 a 29 de agosto, o Governo do Estado realizará a Feira de Economia Solidária. O evento é coordenado pela Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e conta com o apoio do Fórum Municipal de Economia Solidária. As atividades acontecerão no Centro de Convivência da Família Magdalena Arce Daou (avenida Brasil, s/nº, Santo Antônio, zona oeste), das 14h às 21h.
A secretária estadual do Trabalho, Francinete Lima explicou que a feira tem como objetivo promover a articulação, a troca de experiências, divulgação e uma melhor visualização dos produtos e empreendimentos da economia solidária no Estado do Amazonas.
A feira contará com atrações culturais e 30 expositores que estarão comercializando produtos artesanais confeccionados com madeira, sementes, materiais recicláveis, além de trabalhos manuais e produtos regionais.
Artesanato no Porto - Para os turistas que chegam a Manaus pelo Porto, os artesãos que fazem parte do Programa do Artesanato Amazonense (PAA), administrado pela Setrab, estão expondo e comercializando seus produtos em dois quiosques montados dentro da Galeria do Porto (rua Marquês de Santa Cruz, s/nº, Centro, zona sul), de segunda-feira a domingo, das 8h às 20h.
O turista que chegar ou sair de Manaus pelo Porto terá a oportunidade de adquirir peças criativas, de qualidade no acabamento e no design, e o prazer de levar em suas bagagens um pouco da nossa arte, destacou Francinete Lima.
Produtos à venda
Nos quiosques estão sendo comercializadas peças elaboradas a partir de diversas técnicas artesanais, como entalhes em madeira (porta-chaves que reproduzem aves e animais do ecossistema local), em cipó (balaios, cestas, peneiras e esteiras); biscuit (imãs de geladeira e enfeites em geral); cosméticos (sabonetes, cremes, colônias), ecojoias e biojoias (anéis, brincos, pulseiras), artefatos e bijuterias indígenas, quadros e arranjos, e trabalhos manuais (colchas, tapetes, almofadas, toalhas, pano de prato e bordado, crochê, e pinturas).
Fonte: Portal do Zacarias

Alimentos & Bebidas
Artesanato
Turismo