Nova localização de feira de artesanato agrada expositores

Evento, que antes ocorria na Praça Mauá, foi transferido para a Estação do Valongo.
Expositores e visitantes aprovaram a montagem da feirinha de artesanato, aos sábados, na Estação do Valongo, em Santos. O evento era realizado na Praça Mauá, no Centro, mas teve oendereço modificadoapós comum acordo entre a Prefeitura e os artesãos. Alguns comerciantes da área central, porém, não gostaram da ideia, por acharem que o movimento será menor sem a exposição por perto, conforme publicado por A Tribuna.
No Valongo, os expositores ficam em área coberta, em frente ao ponto de embarque e desembarque dos bondes e do Museu Pelé, onde há grande movimento. Além disso, contam com a segurança da Guarda Municipal, que fica permanentemente no museu, e da Polícia Militar (PM). Ontem uma base comunitária da PM ficou o tempo todo no local.
Atualmente, 15 barracas expõem trabalhos manuais ou antiguidades. O foco é principalmente em souvenirs que divulgam pontos da Cidade, muito apreciados pelos turistas. O objetivo agora, com espaço mais adequado, é atrair novos expositores.
O artesão Cleofaz Alonso, que está na feira desde o início (abril de 2016) e vende artesanato em vidro, explica que na Praça Mauá os turistas não apareciam. “Tem farmácia, tem loja, tem tudo lá. Mas os próprios restaurantes não abriam, só dois ficavam abertos. Então solicitamos que o artesanato fosse para o local mais próximo do turista”.
Alonso lembra que o Valongo tem outras atrações, como o Santuário de Santo Antônio e o Restaurante Escola Estação Bistrô. “O turista acaba ficando aqui, não vem só dar uma volta de bonde. Na Praça Mauá estávamos abandonados”.
A mesma opinião tem as irmãs Giselda e Elisa Fraga, que trabalham com aromatizantes de ambientes. “Lá (Praça Mauá) só tem movimento de manhã no sábado, meio-dia o comércio fecha e fica deserto. Nesse sentido, aqui no Valongo é melhor”, diz Giselda. “O lugar aqui é muito bom, então pedimos para mudar”, completa Elisa.
A expositora Simone Campos, que vende discos de vinil e outros itens, está satisfeita. “Na Praça Mauá não tínhamos público. A feira no Valongo só veio completar algo que já movimentava essa parte”.
Visitantes
Turista de São Paulo, a arquiteta Carolina Pádua gostou do que viu. “É interessante ter esse espaço de artesanato local. Achei um bom lugar. Não atrapalha a circulação e, quem vai para as outras atrações, já passa olhando. E me senti segura aqui”, disse.
A professora Simone Romano, que é de Santos, visitou a feirinha pela primeira vez. “Achei excelente, não conhecia o trabalho e acho que deveria abrir espaço para mais pessoas. O local é bom, eu viria mais vezes com certeza”.
A feira é montada aos sábados e domingos, em frente à Antiga Estação de Trem do Valongo, das 11 às 17 horas. Às sextas-feiras, permanece na Praça Mauá, das 10 às 17 horas.

Fonte: A Tribuna - http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/nova-localizacao-da-feira-de-antiguidades-agrada-expositores/?cHash=f98e4b507c2b623cb96d63fae6042453

Alimentos & Bebidas
Artesanato
Turismo