Artesãos de Várzea Grande terão apoio do Programa do Artesanato Brasileiro

Da Redação
A Casa de Artes de Várzea Grande recebeu na tarde de hoje (24) a visita técnica da coordenadora em Mato Grosso do Programa do Artesanato Brasileiro, Maria do Carmo Moreira Oliveira Avalone. O objetivo da visita foi conhecer o funcionamento da instituição com a finalidade de levantar a procura pelo artesanato local, bem como a participação dos artesãos nas atividades desenvolvidas pela Casa. Maria Avalone adiantou que estes levantamentos são importantes para que os artistas locais possam instituir seus projetos com apoio governamental.
Precisamos saber quantos artesãos estão na ativa e quais as dificuldades que enfrentam para produzir. Feito este levantamento, a proposta é de estabelecer parceria direta com os artesãos, voltada ao fomento do setor, tanto na parte econômica como nas áreas estruturais, disse a coordenadora.
Na avaliação da superintendente Gisa Barros, este incentivo é fundamental para que cada artesão produza com mais qualidade e que seu nome tenha o reconhecimento devido. Várzea Grande possui cerca de 800 artesãos cadastrados, com trabalhos nas mais diversas áreas das artes manuais, tanto na confecção de viola de cocho, redes, esculturas em madeira, gastronomia regional e outras diversidades. Muitos já com seus nomes reconhecidos. Esse apoio vai fomentar ainda mais a potencialidade dos artesãos de nossa cidade.
Gisa Barros disse que vários artistas procuram a Casa de Artes para se regularizar e acessar aos benefícios concedidos pela Carteira do Artesão. Instruímos para procurarem a Secretaria de Estado de Cultura, emissora desse documento.
A coordenadora Maria Avalone explicou que a Carteira de Artesão realmente garante ao seu portador benefícios de extrema validade no decorrer do exercício da profissão e mesmo na fase de aposentadoria. De posse da carteira, emitida apenas após o cadastro, o artesão pode obter financiamentos junto ao Programa do Artesanato Brasileiro e em outros setores do governo federal.
A coordenadora Maria Avalone visitou as dependências da Casa de Artes e conheceu um pouco do que é produzido pelos artistas da varzeagrandenses. 

folhamax

Alimentos & Bebidas
Artesanato
Turismo